Sua empresa no Facebook

Empresa no Facebook

Não é à toa que ter uma página no Facebook hoje em dia é algo quase obrigatório para qualquer negócio. O site age aproximando a marca de seu público, e também como um mecanismo de divulgação. A criação da página é gratuita e muitas empresas no Brasil já descobriram seu poder.

Como criar uma fanpage:

A criação da página é muito simples e pode ser feita em poucos minutos:

Criar página Facebook

A partir daí, o Facebook apresenta um passo a passo, basta seguir as etapas! Por fim, insira a foto do perfil de sua empresa (ela pode ser alterada quantas vezes quiser), adicione uma descrição e determine o endereço de sua página como www.facebook.com/empresa.

A página já está pronta! Você poderá acessar as ferramentas de gerenciamento no painel administrativo, e selecionar a opção “Atualizar informações” para editar o conteúdo da página ou adicionar mais detalhes sobre a empresa.

O Facebook também possui um tutorial básico para mostrar as funções da página, assim você cria uma intimidade com as ferramentas.

Página criada, e agora?

Agora você pode convidar as pessoas para curtirem sua página. Podem ser desde seus amigos e familiares a clientes e funcionários da empresa.

Criar página Facebook

Em “Convidar contatos do e-mail”, você carrega sua lista de e-mails também com um convite para a página.

Você está pronto para criar suas publicações. As pessoas que curtem sua página verão esses posts (atualizações, fotos, vídeos e perguntas) no Feed de Notícias.

Dicas:

• Dê preferência a publicações curtas, visuais e otimizadas. Pouco texto e boas imagens postadas na hora certa garantem um envolvimento muito maior do público.

• Busque publicar conteúdo relevante para seus fãs. Novidades da empresa, notícias da área de atuação e promoções exclusivas podem ser boas pautas.

• Tão importante quanto estar presente no Facebook é manter a página atualizada. Novos conteúdos, com frequência de postagem minima de 3 vezes por semana, aproximam os fãs e destacam a fanpage. Mas cuidado para não sobrecarregar os usuários com uma grande quantidade de postagens.

• Se sua empresa possuir outras redes sociais, é importante integrá-las – por exemplo, divulgando a página no Twitter ou um vídeo no Facebook.

 

Já ouviu falar de SEO?

seo

Uma das oportunidades mais negligenciadas para as pequenas empresas é o SEO (Search Engine Optimization). Tomar um pouco de tempo para entender o que é SEO e como ele pode ajudá-lo a conduzir mais negócios é fundamental para o sucesso do seu negócio. Como proprietário de uma pequena empresa, você tem mais oportunidade de sucesso em SEO do que nunca.

Há seis fundamentos básicos de SEO:

1. Pesquisa de palavra-chave

Selecionar as palavras e frases certas para o conteúdo do site, títulos de página e meta descrições é fundamental para o sucesso de qualquer campanha de Search Engine Optimization no site de seu pequeno negócio. Seu primeiro passo – definidas as palavras-chave ou frases-chave – é escolher a solução de web analytics (como o Google Analytics ou Google Webmaster Tools). Isso irá ajudá-lo a ter uma visão sobre o conteúdo mais popular em seu site, bem como para as palavras-chave que os visitantes estão usando para encontrar o seu conteúdo.

2. Conteúdo

O conteúdo do site da sua pequena empresa é um dos fatores mais importantes para o sucesso de otimização da busca. As páginas que você criar devem fornecer informações valiosas com referência a termos muito específicos (ou seja, suas palavras-chave) e conceitos que são exclusivos para o seu site.

Se você for bem sucedido em tecer suas palavras-chave em textos convincentes (lembre-se de escrever para os seres humanos, não motores de busca), maiores as chances de aumentar a relevância nas buscas . Concentre-se o conteúdo de cada página em uma única frase-chave e tópico.

Tenha como objetivo criar conteúdo para o site o mais frequentemente possível . Para alguns, isso significa todos os dias, mas para outros pode significar uma vez por semana. Conteúdo novo incentiva os motores de busca para indexar o seu site com mais frequência e considerá-lo um valioso colaborador para a internet.

3. Títulos e Meta Tags

A tag título é um pedaço oculto de código em seu site. É visível na barra de título do seu navegador e como o título de um trecho de pesquisa nos resultados dos buscadores. Com uma boa tag de título é mais provável conseguir um clique para o site. A meta tag também é um código HTML que descreve o site. As informações que você fornece em uma meta tag são usada pelos motores de busca para indexar uma página.

4. Link interno

Boa navegação através de seu site não é apenas importante para os seus usuários; motores de busca usam os links dentro de seu site para rastrear e indexar as páginas para as quais os links apontam.

Idealmente, um motor de busca deve começar em sua homepage e ser capaz de indexar a partir daí todo o site. Os buscadores podem indexar vários tipos de links, como links padrão de texto, imagens gráficas com links e mapas de imagem dentro de imagens gráficas. Se o motor de busca não indexa todo o site, grande parte do conteúdo valioso contido nas profundezas nunca vai aparecer em um resultado de pesquisa. É por isso que bons links de texto são importantes. Quanto mais você direção você dá aos motores de busca, mais provável que eles sigam seus links e indexem maiores partes do seu site.

5. Link externo

Obter links de outro site para o seu (link externo) é um dos fatores mais importantes na obtenção de resultados mais altos no ranking de página dos buscadores. Links externos são vistos pelos motores de busca como um voto de confiança e são poderosos indicadores positivos de credibilidade do seu site.

Para o link externo trabalhar a seu favor, ele deve:

  • Ser de um website confiável – comprar links vai prejudicar seu desempenho;
  • Ser popular, de uma página com bom tráfego;
  • Ter conteúdo relevante entre os sites;
  • Utilizar palavras-chave no texto âncora (ou seja, o texto que você clica que está ligada ao seu website). Evite o erro comum de usar “Clique aqui” como texto âncora;
  • Ser de um site dentro de seu ramo. Por exemplo, se você é um salão de beleza, é melhor obter um link de uma empresa de cabelo bem conhecida em vez de outro segmento.

6. Local e Social

Localização e mídias sociais se tornaram ferramentas valiosas para melhorar o motor de busca do seu site. Sites de mídia social não são apenas uma oportunidade para postar links para seu conteúdo mais recente, mas também para impulsionar o tráfego do site. O link e o tráfego, bem como as interações sociais, como ‘likes’, seguidores e +1s, são vistos como indicadores positivos de valor do seu site pelos buscadores.

3 maneiras fáceis de construir relacionamento com o cliente: beleza e bem-estar

manicure

Envolver-se com os clientes novos e antigos é crucial para o crescimento do seu negócio de beleza e bem-estar. Aqui estão três táticas de marketing que constroem relacionamentos duradouros:

1) Programas de fidelização de clientes

Os programas de fidelidade recompensam os clientes com descontos, pontos ou eventos especiais. As recompensas podem ser simples, como um cartão perfurado de papel, ou de alta tecnologia, como um aplicativo móvel ligado a um banco de dados de computador. Certifique-se de que as recompensas de fidelidade refletem sua marca e motivam seu público-alvo. Como exemplo, uma oferta de R$ 10 de desconto depois que um cliente faz uma compra de R$ 100 ou dê uma massagem após o cliente pagar 10.

Capture os dados dos clientes, tais como e-mails, endereços e números de telefone, como parte do seu programa de fidelidade. Oferecer aos clientes regulares produtos gratuitos ou descontos em ocasiões especiais, como festas ou aniversários, é sempre umi intensificador de lealdade.

2) Marketing socialmente responsável

Alinhar seu negócio de beleza e bem-estar com uma causa social pode aumentar a fidelidade dos clientes, mostrando que se preocupa com as mesmas questões que eles. Escolha uma causa importantes, tanto para a sua empresa como para seus clientes. Por exemplo, se você possui um salão de cabeleireiro, você pode trabalhar com um abrigo de mulheres para oferecer cortes de cabelo às sobreviventes de violência doméstica. Não consegue escolher uma causa? Peça sugestões aos seus clientes ou funcionários. Lembre-se: não precisa ser um grande movimento global, uma vez que as pequenas empresas contam com a clientela local – apoiar as organizações comunitárias pequenas pode ser mais eficaz.

Pesquise completamente sobre a organização que você escolher para trabalhar com a certeza de que é uma causa legítima. Em seguida, decida como você vai dar apoio – seja coletando de doações de clientes, ajudando em eventos ou doando uma porcentagem de suas vendas ou lucros. Divulgue a sua relação com a causa em todos os seus materiais de marketing, em sinalização dentro de sua localização e online. Também permita que a mídia local saiba sobre suas atividades beneficentes.

3) Atendimento ao cliente

O serviço de atendimento ao cliente pode levantar ou derrubar qualquer negócio. Examine regularmente seu negócio com um olhar imparcial, ou recrute um amigo ou parente para fazer isso por você. Comece de fora e finja ser um novo cliente: sua loja ou salão é fácil de encontrar? Será que ela tem estacionamento adequado? O local de estacionamento é bem iluminado? Seu estabelecimento passa a impressão de ser acolhedor pelo lado de fora, e atraente uma vez lá dentro? Como os recém-chegados são cumprimentados? A área de espera é limpa e confortável? Como os recepcionistas tratam os clientes? Ligue para o seu negócio e veja que tipo de resposta obtem. O telefone foi atendido rapidamente? O empregado na outra extremidade soa amigável ou entediado?

Hoje, o serviço de atendimento ao cliente muitas vezes começa online, por isso não se esqueça de verificar seu site. Será que os links funcionam? Seus produtos , serviços e ofertas especiais estão atualizados? Se você vende produtos online, o processo de compra é simples? Suas informações de contato (telefone e e-mail) estão corretas? Se há um sistema de reservas online, está funcionando?

Pratica alguma outra forma de relacionamento com os clientes na sua empresa? Compartilhe conosco nos comentários!

Você já pensou em um aplicativo para seu negócio?

mobile

Até agora, é de conhecimento comum que você precisa ter um site adaptado para visitas de celular, para que seus clientes possam encontrá-lo mais facilmente – e encontrar a informação que precisam.

Se você tem uma plataforma robusta de e-commerce e depende muito da receita de sua loja online, você pode querer considerar a contratação de um desenvolvedor experiente para projetar, desenvolver e lançar um aplicativo de comércio móvel. Por que um aplicativo separado? Para uma melhor experiência do usuário. Se a grande maioria dos seus clientes estão chegando ao seu site para fazer compras por um dispositivo móvel, um aplicativo vai lhe dar mais controle sobre sua experiência de compra.

Aqui estão os vários elementos que seu aplicativo precisa se ​​você quer fornecer uma experiência verdadeiramente notável:

  • Segurança robusta

Os hackers são todos muito ansiosos para roubar qualquer informação valiosa que possam obter. Verifique se o seu desenvolvedor usa criptografia e tem um sistema de teste e monitoramento que irá ajudá-lo a identificar e corrigir vulnerabilidades imediatamente.

  • Navegação intuitiva

Seu aplicativo de mobile commerce precisa do essencial para garantir uma navegação é fácil e intuitiva. No mínimo, deve ter um menu de produtos, configurações de conta e botão de pagamento. Reúna um grupo de clientes (chamados de beta testers) para experimentar o aplicativo antes de ser totalmente liberado. Eles vão informar quais recursos estão faltando, o que está estranho e como melhorar o que você tem .

  • Contato one-touch

Se um usuário tiver um problema ao utilizar o aplicativo, deixe realmente fácil para eles entrarem em contato. Com um toque, eles devem ser capazes de ligar ou enviar e-mail para que você possa rapidamente resolver seu problema – e manter seu negócio!

  • Rápido carregamento

As imagens podem ser notoriamente lentas para carregar, por isso fale com o desenvolvedor sobre como otimizá-la para que fiquem com uma boa resolução em telas de smartphone e carreguem rapidamente. Se os tempos de carregamento são muito longos, os usuários podem acabar saindo do aplicativo, custando-lhe a perda de vendas.

  • Cupons móveis e recompensas

Usuários de dispositivos móveis devem receber automaticamente recompensas por efetuarem compras pelo aplicativo. Você pode decidir como estruturá-las, mas o mais comum é oferecer um cupom ou brinde por gastar uma determinada quantidade – que deve ser facilmente rastreável através do aplicativo.

Mais novidades no Portal de Parceiros

parceiros

Quem é parceiro Groupon tem acesso a ótimas ferramentas com funcionalidades indispensáveis. Depois de algumas melhorias no Portal de Parceiros, mostradas aqui, agora trazemos duas novidades: a seção de Perguntas Frequentes e o tour pelo Merchant Center.

portal1

A seção Perguntas Frequentes, como o próprio nome diz, traz as respostas para as dúvidas mais comuns que podem surgir ao utilizar o Portal de Parceiros. Com mais de 30 questionamentos claramente respondidos, encontre todo o suporte que você precisa de maneira prática e rápida.

portal2

E, para conhecer melhor todas as funções do Portal de Parceiros, que tal fazer um tour? Basta escolher a opção “Faça um Passeio pelo seu Merchant Center” na Central de Ajuda.

portal3

Navegue por todos os menus e descubra informações valiosas sobre sua campanha Groupon e seus clientes.

portal4

Aproveite todos estes benefícios ao ser um parceiro Groupon!

Geo-fencing: o futuro do Marketing?

geo

Geo-fencing soa como um esporte radical, mas na verdade é uma técnica de marketing que você pode já ter encontrado. Geo-fencing é um método de envio de mensagens para usuários de smartphones que entram em uma localização geográfica pré-definida. Por exemplo, se você entra em uma loja, um restaurante, ou até mesmo um bairro específico, você pode receber uma mensagem de texto através de um aplicativo.

Geo-fencing tem aplicações de não-comercialização também. Vamos dizer que você use tablets para os clientes fazerem os pedidos em seu restaurante. Você pode usar uma ferramenta geo-fencing para alertar caso equipamento seja levado para fora das instalações de restaurante. Muitas empresas de varejo esperam que, usando o geo-fencing para direcionar os clientes já em sua loja, eles possam descontinuar a prática de show-room: os clientes vêem os itens da loja e, em seguida, fazem compras por um melhor preço online.

Um geo-fence pode ser ajustado para qualquer área. Por localização de rastreamento, o geo-fencing pode adicionar uma camada de entendimento para suas análises. Sabendo o quão perto ou como as pessoas vêm de longe para vê-lo é uma informação útil. Então, por que as empresas não usam geo-fencing o tempo todo? Bem, ainda é uma tecnologia um pouco nova. Se a mala direta é o avô do marketing e mídia social é o adolescente incompreendido, geo-fencing é definitivamente o bebê.

Só porque alguém está na sua área geográfica não significa que eles estão abertos para receber o seu anúncio. Vamos dizer que você esteja saindo com alguém; você realmente deseja receber uma mensagem de que a farmácia local tem a sua medicação de verruga em promoção?

Com que frequência e quando os consumidores querem receber mensagens e quando elas serão consideradas invasivas? Será que os clientes compreendem quais ações os levaram a receber as mensagens? Se duas ou mais lojas usam geo-fencing na mesma área, os consumidores serão inundados com mensagens? Como é que as empresas integrarão mensagens de texto enviadas a partir de geo-fencing com e-mails e outras comunicações?

Até algumas destas questões serem trabalhadas, marketing através de uma área demarcada, provavelmente, não é para os pequenos varejistas, mas o dia dele está definitivamente chegando e passar algum tempo pesquisando os desenvolvimentos atuais seria tempo bem gasto.

Você já recebeu mensagens desencadeadas pela delimitação geográfica? O que acha dessa tecnologia? Compartilhe suas considerações nos comentários.

Guia para a escrita digital

writing

Estamos sempre atentos às melhores práticas quando se trata de marketing em mídias sociais – e marketing digital em geral. Com as plataformas sociais estão em constante evolução (desde algoritmos para números de usuários até o próximo grande novo recurso a ser lançado), é importante se manter atualizado. O problema é que é difícil acompanhar!

Por isso, criamos este breve guia com dados importantes que podem e devem ser usados na hora de produzir seu conteúdo:

  • Tweet deve ter até 100 caracteres

Um relatório recente da Buddy Media revelou que tweets com menos de 100 caracteres obtêm uma taxa de engajamento 17% maior.

  • Posts no Facebook devem ser curtos

A definição de ‘curto’ varia de acordo com o estudo: posts com 40 caracteres têm mais 86% de curtir e comentários, de acordo com Jeff Bullas. O próprio Facebook descobriu que mensagens com 80 caracteres ou menos tiveram 66 % a mais de engajamento. Um estudo realizado pelo BlitzLocal descobriu que 110 a 119 caracteres é a quantidade ideal antes do engajamento cair.

  • Título no Google+ deve ter menos que 60 caracteres

O algoritmo do Google barra qualquer coisa mais longa do que isso ao pesquisar. Nenhuma explicação é dada, mas continue lendo para ter uma grande resposta.

  • Título de post de blog deve ter seis palavras

De acordo com a KISSmetrics, os usuários passam o olho no título e só absorvem as três primeiras e as três últimas palavras.

  • Post de blog deve ter 1600 palavras

Apesar de 1600 palavras constituirem um texto longo (e você não precisa de tudo isso para desenvolver uma ideia), de acordo com a Medium, os leitores se mantêm num artigo que leva cerca de 7 minutos para ler – que se traduz em 1600 palavras.

  • Assunto do e-mail deve ter de 28 a 39 caracteres

Em setembro de 2012, a MailChimp publicou uma pesquisa que mostra que as taxas de clique e abertura foram em grande parte as mesmas, seja o assunto do e-mail longo ou curto. Mas a Mailer Mailer descobriu que 28-39 caracteres é o ideal. A regra comum a seguir era 50 caracteres.

Com quais das dicas acima você se surpreendeu mais? Como elas vão ajudá-lo a melhorar o marketing digital da sua empresa?

A Melhor Promoção do Mundo

visa

De 31 de março a 30 de abril, todas as compras de qualquer valor feitas com cartão Visa no Groupon participam de um sorteio de 2 pacotes para assistir à Copa do Mundo da FIFA™. Cada compra realizada terá um código para o sorteio.

pague-com-visa

Este é o passo-a-passo da promoção:

  1. Acessar o hotsite da promoção com o login do Groupon;
  2. Ler e aceitar o Regulamento da promoção, marcando o campo ‘Quero participar da Promoção “Visa e Groupon”’;
  3. Responder a pergunta: “Qual meio de pagamento do Groupon vai te levar para a Copa do Mundo FIFA™?”;
  4. Acessar o site do Groupon e selecionar a oferta desejada;
  5. Indicar como meio de pagamento o cartão de crédito Visa e inserir os dados correspondentes;
  6. Comprar a oferta;
  7. Após finalizada e aprovada a compra, estando todos os campos preenchidos de forma correta e completa, a adesão será considerada concluída em até 96 horas úteis.

Os códigos cadastrados poderão ser consultados neste link, e para ver o regulamento é só clicar aqui.

Esta ação da Visa em parceria com o Groupon é uma excelente forma de aumentar as vendas, associar sua empresa a outras fortes marcas e trazer grande visibilidade. Ou seja, ótimo momento para ser nosso parceiro, não é mesmo? Comece agora.

Novidades para os parceiros: como validar um groupon em menos de 10 segundos

parceiros

Neste vídeo, mostramos como validar um voucher utilizando o aplicativo do Groupon Empresas em celulares Android ou iPhone. Após acessar o aplicativo, basta ler o código QR com a câmera do celular. É a forma mais confortável e sustentável de validar os groupons de seus clientes. Confira!

No Groupon é assim: constantemente buscamos pela inovação!

Veja outras novidades para os parceiros que o Groupon oferece.

7 formas criativas de agradecer a seus clientes

customers

Todos nós rotineiramente agradecemos aos nossos clientes verbalmente com um entusiasmado “obrigado!”. Mas, se você quer ir muito além, como fazer algo criativo, delicioso e memorável para eles?

  • Envie um ótimo livro

Seja o seu favorito ou de um tópico que você sabe que seus clientes vão adorar, presenteie-os com um livro – não esqueça de incluir uma nota pessoal sobre o que você acha que eles vão gostar.

  • Entregue um mimo

Surpreenda seus clientes com um buquê de flores, uma caixa de biscoitos caseiros, chocolates artesanais ou uma garrafa de vinho de uma loja local. Iluminará o dia e colocará um grande sorriso no rosto deles.

  • Mande um cartão em uma data comemorativa diferente

Envie cartões para o Dia da Bandeira, Dia da Sogra, Dia do Chocolate ou outra data que esteja de alguma forma ligada a seu negócio. Você também pode enviar cartões de aniversários (ok, não é diferente, mas é divertido!). Apenas certifique-se de escrever à mão um recado personalizado.

  • Impressione um cliente

Faça algo totalmente fora do comum para um cliente. Pode ser aleatório (a oitava pessoa que entra pela porta, ou um cliente que você sabe que está passando por um momento difícil). Proporcione uma experiência que não esquecerão e eles vão contar a todos que conhecem.

  • Jogue um desconto

Quando você abordar um cliente, dê um desconto “sem motivo”. Eles definitivamente vão se lembrar disso!

  • Mantenha o ciclo de feedback aberto

Se um cliente compartilha uma ideia para uma melhoria, quer se trate de diferentes horários de atendimento ou um novo produto, faça com que eles saibam o que você está fazendo para implementá-la. Eles se sentirão felizes em saber que foram ouvidos.

  • Torne-os parte de sua celebração

Se sua empresa celebra um marco importante – R$ 1 milhão em vendas, 10 anos no negócio, premiação, 100º funcionário – faça seus clientes participarem da comemoração. Afinal de contas, eles te ajudaram a atingir esse marco! Peça-lhes para compartilhar histórias nas mídias sociais, em um vídeo ou para um post do blog. Recompense-os com um desconto ou brinde. Dê uma festa e os convide.

O que você já faz para agradecer a seus clientes? Comente.